Artroplastia total do joelho ou Prótese total do joelho

A dor no joelho é um sintoma extremamente freqüente. É uma articulação das mais complexas em termos de biomecânica, estando sempre sujeita a sofrer lesões, tanto traumáticas (acidentes e quedas) quanto degenerativas (desgaste, envelhecimento). Em casos de desgaste desta articulação existem várias formas de tratamento. Estes variam desde o uso de medicação até casos mais graves em que a cirurgia torna-se necessária.

Abordaremos a partir de agora um tipo de cirurgia que está indicada nos casos mais graves de desgaste, casos estes em que os outros métodos de tratamento não obtiveram o resultado desejado.

Introdução

Artroplastia total do joelho é a cirurgia na qual realiza-se a substituição das superfícies articulares desgastadas por um implante metálico interposto por um polietileno (plástico), cujo objetivo principal é o alívio da dor e ganho de amplitude de movimento (ADM).

Um dos avanços mais importantes na área da cirurgia neste século, a ATJ foi realizada pela primeira vez na década de 60. Melhoramentos progressivos dos materiais e das técnicas cirúrgicas utilizadas têm melhorado a cada dia os seus resultados. Nos Estados Unidos, atualmente, são realizadas cerca de 140.000 ATJ a cada ano.

O principal sintoma relatado pelo paciente é a dor. Geralmente isto deve-se ao fato de a cartilagem do joelho encontrar-se danificada o que chamamos de artrose (desgaste da cartilagem que recobre a articulação). Isto pode ocorrer devido a idade, processos inflamatórios, seqüelas de doenças reumáticas ou acidentes (fraturas). Também acompanham o quadro clínico a dificuldade para realizar atividades simples tais como caminhar e subir e descer escadas.

Se o uso de medicações (analgésicos e antinflamatórios), fisioterapia, mudança de atividades e uso de bengalas não podem mais ajudá-lo, você deveria considerar a possibilidade de realizar uma ATJ.

Este procedimento pode reduzir a dor e corrigir as deformidades pré existentes ajudando você a realizar suas atividades diárias com mais facilidade.

Quer você tenha apenas começado a explorar as opções de tratamento ou já o tenha optado juntamente com seu cirurgião ortopedista por algum tipo de tratamento, estas orientações poderão ajudar-lhe a entender melhor esta patologia e este procedimento cirúrgico.

Causas comuns de dor no joelho e perda da função

As causa mais comum de dor e incapacidade crônicas no joelho são a artrite (inflamatória) e a artrose (desgaste).

A Osteoartrite é uma doença na qual a membrana sinovial se torna espessada e inflamada, produzindo líquido sinovial além do normal, o qual distende a articulação. Esta inflamação crônica pode danificar a cartilagem articular, causando perda de cartilagem, dor e rigidez articular.

A Osteoartrose normalmente ocorre após os 50 anos. A cartilagem que recobre as superfícies articulares amolece e desgasta. Pode ser de caráter hereditário ou idiopático (causa desconhecida). Os ossos passam a raspar-se um no outro causando dor e inchaço.

As causas traumáticas podem originar-se de acidentes graves ou simples fraturas que acometam a articulação. Lesão ligamentares mal tratada pode futuramente evoluir para a osteoartrose do joelho.

Você é um candidato à artroplastia total do joelho (Prótese)?

A decisão de quando realizar uma ATJ deveria ser uma decisão combinada entre ocê, sua família, e o cirurgião ortopedista. O cirurgião ortopedista pode avaliá-lo e orientá-lo sobre os benefícios da cirurgia.

Os motivos que atrapalham o seu dia-a-dia e que podem ser melhorados pela ATJ são:

  • Dor severa no joelho que limitam suas atividades diárias, incluindo caminhar, subir e descer escadas, sentar e levantar-se de cadeiras.
  • Dor quando se está em repouso, quer seja de diurna ou noturna.Inflamação crônica no joelho com inchaço que não melhora com repouso e medicação.
  • Deformidades no joelho – joelho “entortando” para dentro ou para fora.
  • Rigidez do joelho – incapacidade de dobrar e esticar corretamente o seu joelho.
  • Incapacidade de tolerar os efeitos colaterais dos antiinflamatórios (desconforto gástrico).
  • Falência dos outros tratamentos, tais como: uso de corticóides injetáveis, fisioterapia ou outras cirurgias, para alívio dos sintomas. A maioria dos pacientes que se submete a uma ATJ tem idade média de 60 a 80 anos, mas cada caso deve ser avaliado individualmente.
  • Recomendamos para cirurgia pacientes com dor intensa e incapacidade funcional; independendo de sua idade. Pacientes tão jovens quanto 30 anos e tão idosos omo 90 anos têm sido submetidos com sucesso a ATJ.
  • O seu cirurgião ortopedista reavaliará os resultados da avaliação inicial com você e discutirá quando uma ATJ seria o melhor método para aliviar a dor e melhorar a função do seu joelho.

Expectativas realísticas sobre artroplastia total do joelho

Um importante fator na decisão de quando se fizer uma ATJ, é entender o que o procedimento nos permitirá e o que ele não nos permitirá realizar.

Mais de 90 % dos indivíduos submetidos a esta cirurgia, experimentam uma significativa redução da dor do joelho e uma melhora da habilidade de realizar atividades do dia-dia.

Mas a ATJ não o transformará em um super-atleta ou permitirá que você faça tais do que poderia fazer antes de você desenvolver a doença.

Após a cirurgia você será orientado a evitar alguns tipos de atividades pelo resto de sua vida, incluindo corridas e esportes de impacto.

Atividades perigosas após cirurgia

  • Correr;
  • Esportes de contato;
  • Esportes que necessitem salto;
  • Aeróbica de alto impacto;
  • Atividades que excedem as recomendações:
  • Escaladas e caminhadas vigorosas;
  • Prática de tênis;
  • Levantamento de peso repetitivo, superior a 25 Kg;
  • “Step”, aeróbica repetitiva de subir e descer escadas.

Atividades esperadas após cirurgia:

  • Caminhada recreacional;
  • Natação e golf;
  • Dirigir;
  • Dançar;
  • Subir e descer escadas normalmente;
  • Bicicleta.

Com o uso e a atividade, todas as próteses de joelho desenvolvem algum tipo de desgaste. Atividades excessivas ou excesso de peso podem acelerar este desgaste e ocasionar um afrouxamento precoce desta prótese, consequentemente retornando a dor. Com uma modificação apropriada das atividades e um acompanhamento rigoroso com seu cirurgião ortopedista uma prótese de joelho pode durar muitos anos.

Preparando-se para a cirurgia

É necessário o início de uma avaliação clínica algumas semanas antes da cirurgia.

Exames: vários exames tais como: sangue, eletrocardiograma e urina podem ser necessários para ajudar o cirurgião no planejamento da sua cirurgia.

Doação de sangue: Você pode doar sangue para você mesmo, antes da cirurgia. O sangue poderá ser estocado e se você necessitar poderá utilizá-lo durante a sua cirurgia.

Medicações: Diga ao seu ortopedista, quais os remédios que você esta tomando. Ele dirá a você quais os medicamentos você deveria parar de tomar e quais os que você deveria continuar a tomar até a cirurgia.

Avaliação dentária: Embora a incidência de infecções após a cirurgia de ATJ seja baixa, esta pode ocorrer se uma bactéria entrar na corrente sangüínea. O tratamento de doenças dentarias (incluindo extrações e trabalho periodontal) devem ser considerados antes de uma ATJ.

Avaliação urinária: Uma avaliação urinaria pré-opertoria deveria ser considerada para os indivíduos com historia de infecções urinarias freqüentes. Homens com doença prostática, deveriam tratá-la antes da cirurgia de realizar a cirurgia.

Plano Social: Embora você possa caminhar de muletas ou caminhar logo após a cirurgia, você necessitara de ajuda por algumas semanas com para tarefas tais como, cozinhar, fazer compras, tomar banho, e lavar a roupa. Se você mora sozinho, você precisa organizar-se e ter alguém para ajuda-lo neste período.

Plano para sua casa: Muitas sugestões podem tornar sua casa mais fácil para circular durante sua recuperação:

  • Barras de segurança ou uso do andador para auxiliar o banho
  • Corrimãos seguros nas escadas
  • Uma cadeira firme com braços e encosto , com altura de 45 cm
  • Cadeira para banho;
  • Retirar todos os tapetes da casa;
  • Morar temporariamente em um espaço no mesmo andar, pois subir e descer escadas será difícil durante a fase inicial de recuperação

Sua Cirurgia

Você será admitido no hospital no dia anterior (quando necessário) ou no próprio dia da cirurgia. Após a admissão você será avaliado pela equipe de anestesia. O tipo de anestesia mais comumente utilizado é a raquianestesia. Neste tipo de anestesia a parte inferior do corpo (abaixo da cintura) permanece anestesiado por um período médio de 4 horas. Se for de seu desejo você poderá dormir durante este período. A equipe de anestesia

O procedimento cirúrgico dura cerca de 2 hs.

O cirurgião removerá a cartilagem danificada e uma fina camada de osso abaixo dela ( onde a cartilagem se fixa) e então posicionará os componentes da prótese (

Consta de uma peça metálica no fêmur e uma na tíbia acompanhadas de uma de polietileno ( um plástico especial) interpondo as anteriores. A patela também será restaurada por um componente de polietileno.

A prótese ira restaurar o alinhamento e a função do seu joelho.

Muitos tipos diferentes de desenho e materiais são utilizados. Caberá ao seu ortopedista decidir qual implante utilizará.

Após a cirurgia, você será removido para a sala de recuperação , onde você permanecera por cerca de 4 horas enquanto ocorre a recuperação de sua sensibilidade e mobilidade.

Sua estada no Hospital

Você provavelmente permacerá no hospital por alguns dias ( 4 a 5 ) . Após a cirurgia você sentirá dores que são consideradas normais pelo fato de tratar-se de uma cirurgia de grande porte, entretanto, medicamentos lhe serão fornecidos para que você sinta-se o melhor e mais confortável possível. Movimentar o seu joelho, bem como caminhar precocemente são importantes para a sua recuperação. Para evitar problemas pulmonares após a cirurgia , você deverá respirar profundamente e tossir com freqüência. O cirurgião poderá prescrever algumas medidas para prevenção da trombose venosa.

Movimentos do pé e do tornozelo serão estimulados precocemente no pós-operatório , para também estimular a circulação nos membros inferiores, o que ajudará a reduzir o inchaço e reduzir a formação de coágulos nas veias. A maioria dos pacientes consegue exercitar as suas pernas no dia seguinte a cirurgia.

Um fisioterapeuta lhe ensinará exercícios específicos para ganhar amplitude de movimento no seu joelho para poder caminhar assim que possível.

Possíveis complicações após a cirurgia

A taxa de complicações após uma ATJ é relativamente baixa. Complicações sérias como infecção da articulação , ocorrem em torno de 2 % dos pacientes.

Complicações clínicas tais como infarto cardíaco são ainda mais raros e diminuem muito como uma boa avaliação pré-operatória.

Doenças crônicas podem aumentar o risco de incidência destas complicações. Embora incomum , quando estas complicações ocorrem podem retardar ou limitar a recuperação.

Coágulos sangüíneos podem se formar dentro das veias, e são a complicação mais freqüente na artroplastia total do joelho. O seu médico iniciará um programa de prevenção que começará no dia da cirurgia e continuará nos dias seguintes com elevação dos membros inferiores. Exercícios para melhorar a circulação dos membros inferiores, e alguns medicamentos para diminuir a coagulação do sangue serão amplamente realizados. Discuta suas dúvidas com a equipe médica antes da cirurgia.

Sua recuperação em casa

O sucesso da sua cirurgia também dependerá de como você seguirá as orientações da equipe médica.

Cuidados com a ferida operatória: Você terá alguns pontos de sutura na face anterior do seu joelho que serão retirados cerca de 10 a 15 dias de pós-operatório.

Evite de molhar a sua ferida operatória , até que os pontos sejam retirados. Uma bandagem será colocada para proteger a ferida operatória do atrito com as roupas, e para manter o curativo no local.

Dieta: Alguma perda de apetite pode ocorrer nos primeiros dias de pós-operatório.

Uma dieta balanceada é importante para promover um boa cicatrizarão dos tecidos e restaurar a força muscular.

Atividades: Exercitar-se é um componente crítico nas suas tarefas de casa, particularmente nos primeiros dias de pós-operatório. Você deverá ser capaz de realizar algumas tarefas básicas da vida diária em torno de 3 a 6 semanas de pós-operatório. Alguma dor com durante as atividades e a noite são comuns por muitas semanas de pós-operatório, mas devem diminuir progressivamente.

Seu programa de exercícios de deve incluir

  • Um programa gradual de caminhada para ir aumento suavemente sua mobilidade , inicialmente dentro de casa e depois na rua.
  • Exercitando outras atividades domésticas , tais como sentar-se em uma cadeira e subir e descer de escadas.
  • Exercícios específicos devem ser feitas muitas vezes no dia para restaurar o movimento e a amplitude da articulação operada. Você provavelmente conseguirá realizar os exercícios sem ajuda, mas poderá dispor de um fisioterapeuta para ajuda-lo em casa , ou em um centro de reabilitação, nas primeiras semanas após a cirurgia.

OBS: veja alguns exercícios na parte posterior deste guia. Você poderá dirigir o seu carro, quando o sue joelho operado atingir um grau de flexão suficiente que permita que você sente confortavelmente no banco do seu carro, e quando você tiver um controle muscular apropriado que promova uma boa reação para realizar uma frenagem e para acelerar o sue carro. A maioria dos pacientes conseguem atingir estas exigências ao redor de 6 semanas de pós-operatório.

Evitando Problemas após a Cirurgia:

Preste atenção em alguns sinais e sintomas que podem indicar a possibilidade do surgimento de coágulos sangüíneos intravenosos:

  • Aumento da dor na “barriga da perna”.
  • Aumento da sensibilidade ou coloração avermelhada acima ou abaixo do joelho.
  • Aumento do inchaço no tornozelo, perna e pé.
  • “Súbita” falta de ar.
  • Início “súbito” de dor no peito.
  • Dor no peito localizada e associada com tosse.

OBS: notifique seu médico imediatamente se você desenvolver alguns destes sintomas!

Prevenção de infecção : A causa mais comum de infecção , após ATJ é a migração de bactérias vindas pela corrente sangüínea, provenientes de procedimentos dentários, infecções urinárias e infecções na pele. Estas bactéria podem se alojar na prótese e desenvolver a infecção.

Após a cirurgia você utilizará antibióticos. Após a ATJ antes de realizar qualquer procedimento cir[urgico ou dentário, informe ao seu médico ou dentista de que você é portador de uma prótese.

Prestar atenção em sinais que indiquem uma possível infecção:

  • Febre persistente ( temperatura corporal maior que 37,8º centígrados)
  • Tremores no corpo ( calafrios)
  • Coloração avermelhada aumento da sensibilidade ou inchaço na ferida operatória
  • Secreção saindo da ferida operatória
  • Aumento da dor no joelho , tanto durante as atividades quanto ao repouso.

OBS: Notifique seu médico imediatamente se você desenvolver alguns destes sinais!

Evitando quedas : Uma queda durante as primeiras semanas de pós-operatório pode danificar sua cirurgia, e pode provocar a necessidade de uma nova cirurgia. Escadas são em particular um risco de queda , até que seu joelho esteja forte e com boa mobilidade. Você deveria utilizar uma bengala ou muletas até você estar capacitado para poder caminhar com segurança.

O seu cirurgião e o seu fisioterapeuta lhe ajudarão a decidir quais os meios( muletas andadores e bengalas) de ajuda que você vai necessitar nos dias seguintes a cirurgia e quando estes meios de ajuda poderão ser retirados com segurança.

Como o seu novo Joelho será diferente

Você poderá sentir algumas alterações de sensibilidade na pele, ao redor da ferida operatória nos primeiros meses de pós-operatório. Você também poderá sentir alguma rigidez na articulação , particularmente nas atividades que exijam que você flexione muito o seu joelho. Melhorar a mobilidade do joelho é um dos objetivos da ATJ, mas a restauração de uma mobilidade completa muitas vezes é difícil. A mobilidade do joelho após a cirurgia dependerá da mobilidade do joelho antes da cirurgia. A maioria dos pacientes alcança uma mobilidade suficiente para subir e descer de escadas e para entrar e sair do carro. Ajoelhar-se normalmente é desconfortável, não sendo aconselhável.

Ocasionalmente , você pode sentir alguns leves estalidos no joelho. Estas diferenças freqüentemente diminuem com o passar do tempo e a maioria dos pacientes acham que elas são insignificantes quando comparados com a dor e a limitação funcional que eles experimentavam antes da cirurgia.

Após a cirurgia , assegure-se também de :

  • Realizar um programa de exercícios para manter uma mobilidade apropriada e adequada força muscular no seu novo joelho.
  • Tome precauções especiais para evitar quedas e lesões no seu novo joelho. Indivíduos que se submeteram a uma artroplastia total do joelho e sofrem uma fratura , tem se submeter a uma nova cirurgia.
  • Notifique o seu dentista que você tem uma prótese total de joelho. Você deverá receber antibióticos antes de qualquer procedimento dental para o resto da sua vida.
  • Visite os seu ortopedista regularmente, para exames de rotina, ao menos uma vez por ano.