Lesão Condral

A cartilagem é o tecido que reveste as superfícies articulares, proporcionando um melhor deslizamento entre as superfícies ósseas. Diz-se que o coeficiente de atrito da cartilagem é 15 vezes menos que o deslizamento de duas pedras de gelo entre si. É composta de proteoglicanos que atuam como esponjas retendo grande quantidade de líquido o que a permite retornar a forma normal após manobras de compressão. É considerado um tecido avascular e aneural ou seja, apresenta um potencial de regeneração mínimo. Ë composta por um percentual ao redor de 70% de água.Lesão condral

Causas da lesão condral

As lesões tem-se tornado cada vez mais freqüentes devido a agressividade das atividades esportivas e comportamentais. O diagnóstico clínico dessas lesões é dificultado pelo fato dos sintomas serem semelhantes ao de outras patologias intra articulares. As lesões degenerativas (artrose) são fisiológicas, sendo estas classificadas conforme o grau de evolução.

Discutiremos aqui as lesões de origem traumática. Essas podem ser decorrentes a trauma direto e também em associação com lesões ligamentares e meniscais. Conforme o tamanho da lesão classificam-se em 4 grupos.

Quadro clínico

Dor e derrame articular de repetição. Em lesões agudas pode ocorrer um quadro de derrame articular hemático e grande impotência funcional. Os declives costumam intensificar os sintomas. Atrofia de quadríceps acompanha os casos crônicos.

Tratamento

Lesões em fase inicial podem ser tratadas de forma conservadora. O grande objetivo é a melhora da dor e impedir sua evolução.

Opta-se pelo tratamento cirúrgico nas lesões de grau II ou superiores associadas a sintomas incapacitantes.

Existem vários métodos de tratamento cirúrgico podendo ser utilizadas de forma isolada ou em associação. As mais utilizadas são debridamento artroscópico, microfaturas, abrasão, mosaicoplastia, transplante autólogo de condrócitos.

Leave a Reply

Your email address will not be published.